14/05/2007

O Fim do Limbo


Notícia de última hora: O Limbo não existe!
"A Igreja Católica eliminou o Limbo, onde a tradição católica colocava as crianças que morriam sem receber o baptismo, considerando que aquele reflectia uma visão excessivamente restritiva da salvação" (Jornal Público).
Estou desolado....
Desde que estou em Portugal, a minha fé na existência do Limbo tem aumentado lenta mas progressivamente, de tal maneira que julgava poder afirmar que estou agora permanentemente no Limbo, é o meu sítio preferido!
Para onde vou agora!? Para o Purgatório, ou logo para o Inferno?
Meu Deus, este Papa complica-me muito a vida!

13 comentários:

main mense disse...

Por favor, não estou preparado para notícias desta magnitude... O limbo não existe? Quem é que decretou tamanha absurdidade?
O limbo é muito mais do que um espaço, do que um sítio. O limbo é uma espécie de subterfúgio para se definir as coisas pouco definíveis, ou se quisermos, as coisas que não são nem assim nem assado. O limbo sempre me ajudou em situações difíceis, tal como transmitir uma opinião sobre um determinado desempenho "epá já viste a performance do gajo? - Sim, mas houve ali qualquer coisa que não me agradou. Ele andou ali, depois passou para acolá e mesmo assim não sei se conseguiu atingir os seus objectivos. Ficou ali perto, ficou no... LIMBO".
E agora... para onde vão estas crianças que morrem sem qualquer baptismo? deixa de haver o julgamento divino, deixa de haver essa antecâmara de acesso á salvação ou à condenação?
Portugal é a tradução perfeita do limbo. É um país morno (com os seus picos aqui e ali) onde quase tudo acontece, mas não o suficiente. Nós somos uma espécie de arautos e defensores do limbo. Acabar com este previlégio das crianças sem rumo católico é atacar os nossos pilares que regulam a portugalidade.
O limbo é bom! O papa está louco!

Rui Rebelo disse...

Isto não é nada boa notícia. EU NÃO SOU BAPTIZADO! socorro!
para onde vou eu agora?

além do mais o limbo é uma espécie de estado pedrado entre o acordado e o dormir que é óptimo para ouvir e criar música.

Queremos o limbo de volta!

Rini disse...

Que tal uma petição ao Cardeal D. José Policarpo para transmitir o nosso veemento protesto contra a abolição do Limbo!?
Eu assino já!

António Pires disse...

Outra questão (paralela): e quando se fizer aquela dança em que se tem que passar por baixo de um varão que vai ficando cada vez mais perto do solo, que nome é que vai ter agora??

Anónimo disse...

E quanto à parte principal, normalmente laminar das folhas das plantas vasculares?

POPE smokes DOPE disse...

Eu proponho a substituição do LIMBO pela LIAMBA! Dá quase o mesmo efeito (entre o adormecido e o acordado, como dizia o Rui?) e é muito menos perigosa.

redonda disse...

Achei o máximo este "post" e os comentários que se seguiram :)
E como fui baptizada posso estar tranquila :)

rui r. disse...

hummm,

quando falei em estado pedrado era sem aditivos...

indigente andrajoso disse...

não sou baptizado... e agora?

rui r. disse...

agora estás tramado como eu. acho que não nos deixam entrar no céu...

Rini Luyks disse...

Caros Indigente Andrajoso e Rui R.,

Ah, podem ter a certeza que não vos deixam entrar no Céu, mas não só pela razão de vocês não terem sido baptizados. Eu fui baptizado e também não vou entrar no Céu Católico, penso... (alíás, apaguei o meu registo como "Católico Romano" no Registo Civil na Holanda, logo quando percebi que a Igreja Católica gozava benefícios fiscais por causa deste registo, em Portugal também é assim!?). Independentemente do baptismo há o problema dos sete pecados mortais (quem não se lembra do filme "SE7EN" com um brilhante Kevin Spacey?): Avareza, Soberba, Gula, Ira, Luxúria, Preguiça, Inveja, os vícios mais comuns e importantes do comportamento humano segundo uma classificação que remonta aos tempos do Papado do Gregório I (590-604), o mesmo do "Canto Gregóriano". Quem comete só UM destes pecados tem de mostrar arrependimento e cumprir penitência para entrar no PURGATÓRIO...
Cada um fala por si, mas no meu caso eu cheguei à conclusão que se calhar será melhor tentar criar um pequeno Céu para mim no Agora e Aqui, pois com estas condições impostas pela Igreja não tenho a mínima hipótese...
Se calhar vou desenvolver este tema num outro post assim que tiver mais tempo disponível....

rui r. disse...

fico à espera do post Rini.

Rini Luyks disse...

Já agora: Anacruses, post 13 de julho 2007...