09/05/2007

Dieta Musical



Na sequência do post anterior proponho um desafio que representa o primeiro passo para uma dieta musical equilibrada:

Tomar consciência da quantidade de música que consumimos diariamente de forma voluntária ou involuntária, bem como a qualidade da escuta, do objecto musical e da atenção que lhe prestamos.

Conselhos:

Mastigar bem a música, não ouvir música em excesso, ter cuidado com os decibéis, evitar a compressão de baixa qualidade e a utilização de headphones. Sempre que possível ouvir música ao vivo e acústica e quem quiser que acrescente mais nos comentários.

19 comentários:

redonda disse...

Achei engraçada a ideia da dieta musical.
Comecei a imaginar que andamos todos a engordar com as músicas cheias de calorias, que devoramos sem dar por isso, apenas porque nos são oferecidas ou impostas por todo o lado...

JOINCANTO disse...

Um bocadinho de Gospel por dia, só faz bem à saúde!
:)))

Continuação de boas notas!
Abraços

Preciouzzz disse...

bons conselhos!!!!!! nunca é demais lembrar as dietas equilibradas... então agora ... com o verão à porta... estou mesmo a ver! ui!

beijos, muitos

Rui Rebelo disse...

Preciouzzz,

que saudades. tenho visto fotos tuas lindas. ou melhor, apetitosas, já que o tema é a dieta...

Susana Serrano disse...

Mas um bom pequeno almoço é sempre saudável: de manhã com os cereais e o leite aconselho uns Concertos Brandeburgueses, podem ser dois que ninguém fica com indigestão e garanto que fica logo bem disposto e sem stress.

rui rebelo disse...

depende da versão. eu tenho uma com o Pinchas Zukerman genial. Já ouvi, no entanto, versões de arranhar os timpanos. Bem como do Requiem do Mozart. Tenho a versão Karajan/Deutch Gramophone mas também tenho uma daquelas de propaganda médica que faz doer a alma.

Atenção - não se fiem só na obra ou no compositor, a interpretação é fundamental.

Capitão-Mor disse...

Agradeço a passagem pelos trópicos! Volta sempre...

pin gente disse...

e não engorda?

rui rebelo disse...

cara pin gente,
a dieta musical engorda mental e espiritualmente. experimente. estou a brincar mas a falar muito a sério ao mesmo tempo.

avelaneiraflorida disse...

E também colocamos uns intervalos de silêncio...ou é para consumir em doses contínuas???

E quantas vezes precisamos repetir????

Bom apetite, logo pela manhã!!!!!

rui disse...

Silêncio claro. muito. pensei que estava implícito.

muito agradecido avelaneiraflorida!

magnolia disse...

Rui Rebelo: Como se fazem links nos comentários:
Esta é a tag para os links:
palavra
Assim: entre as aspas e no lugar das reticências, colocas o url(endereço do link) e onde escrevi palavra, escreverás tu o termo que, ao clicar, abrirá num link.
Se tiveres dúvidas, diz. Não esqueças que existe um espaço antes de href.

magnolia disse...

Bem, tentei, mas como é lógico, surgiu o termo "palavra" linkado e não deu para veres as tags. Vou então escrever tudo por extenso. Se tivesses email no blog seria mais fácil explicar. Vou tentar de novo.
Assim, aqui estão os caracteres necessários para o link:
Sinal de menor; letra a; espaço; href; aspas;endereço do link; de novo aspas;sinal de maior; palavra onde clicamos para abrir o link;sinal de menor;este traço: / ; a letra a; e sinal de maior.
Espero que tenha dado resultado. Nos comentários é difícil explicar.

gitas disse...

Tenho lido este blog em silêncio, porque a música é uma das minhas paixões. Hoje só comento para responder ao comentário no meu post, que estava no trabalho e não podia ouvir música:)

Carminda Pinho disse...

Olá Rui, obrigado pela sua visita.
A tudo o que já foi aqui dito só acrescento que a música de que gostamos(existe sempre este factor) deve ser saboreada como de um manjar dos Deuses se tratasse.
Podemos fazê-lo acompanhados mas nunca por mais de uma pessoa, pois de contrário não se consegue saborear e acaba por saber a "uma bifana e umas imperiais" que também é bom mas não é a mesma coisa.
Abraço

Bipede Implume disse...

Bem interessante este exercício.
Como tudo na vida, a música deve ser variada e de muito boa qualidade. A alma é que decide: muita ou pouca. Mas não deve faltar nunca.
Um abraço.

aminhapele disse...

Não há nada como "ouvir" um conselho de um bom músico.
Um abraço.

pin gente disse...

aquele post de 31 de dez. 07 é como que a capa do blog.
o restante blog está abaixo.
convido a visitar - page down.
um abraço

Aleste Crai disse...

Gostei da história da dieta musical (http://anacruses.blogspot.com/2007/05/dieta-musical.html) e também da reflexão sobre a poluição musical (http://anacruses.blogspot.com/2007/05/poluio-musical.html).

Já indiquei o site pra Alesya e pro Scotch também.