23/07/2007

Noel Rosa

Noel Rosa (1910 – 1937) foi um dos mais importantes compositores e sambistas brasileiros. A sua obra viria a mudar para sempre, não só o samba, mas a história da música popular brasileira.

Nascido com o uso do fórceps, ficou para sempre marcado por uma deformação facial e pela dificuldade constante em mastigar.

Cedo ganhou o gosto pela música e se tornou uma figura conhecida da boémia carioca.
Em 1929, Noel compôs o seu primeiro êxito e nos oito anos seguintes compôs mais de trezentas canções, deixando um espólio pleno de genialidade e criatividade.

Ao que parece compunha por repentes e muitas das suas canções foram resgatadas pelos amigos, escritas em guardanapos de papel ou compostas de improviso.

Viria a falecer em 1937, aos 26 anos, vítima de tuberculose mas sem nunca ter deixado a vida de boémio.

Dizem que o seu primeiro êxito “Com Que Roupa” foi inspirado numa noite em que a sua mãe, para evitar que o frágil filho fosse para a “borga”, lhe escondeu toda a roupa impossibilitando-o de sair de casa.

Aqui fica a versão do Gilberto Gil

8 comentários:

avelaneiraflorida disse...

versão espectacular!

Gosto imenso de passar por aqui!!!!
Descubro sempre coisas fantásticas!!!

Continuem...

Cristina GS disse...

Ai como me espantaram hoje com este post sobre um dos meus letristas preferidos. Tenho um Cd de coisas dele, organizado pelo Ivan Lins, comprado no Rio há quase 10 anos que acho que já está "riscado" de tanto ouvir. Uma delícia... Boas audições

redonda disse...

Já tinha ouvido falar dele na revista Veja e tinha curiosidade sobre a sua música. Gostei de a ouvir.

soletrar disse...

A música que puzeste é muita linda.
~Eu ainda não percebo muito mas gostei.
O teu blogue é mesmo bom.

rui disse...

ouve lá soletrar,

fui ao teu blog e reparei que és apenas uma criança e não deverias estar acordada a esta hora e o teu avô também te devia ensinar isso.

não te esqueças de lavar os dentes.

perdo disse...

Genial Letrista e Compositor. A música dele que eu gosto mais é o "Gago Apaixonado".

abraço

pedro disse...

eu queria assinar pedro. estou a precisar de férias...

Rui Rebelo disse...

Viva perdo e depois pedro,

o gago apaixonado era também a preferida do próprio Noel Rosa pois, segundo ele dizia, era a única canção que nem o papagaio nem os vizinhos conseguiam cantar.