24/10/2007

Waiting for the Burn-Out




"Síndrome de burn-out: estado de exaustão prolongada e diminuição de interesse, especialmente em relação ao trabalho; resultado de um período de esforço excessivo com intervalos muito pequenos para recuperação" (Wikipédia).
E quais são segundo estudos de Cordes e Doherty as profissões com altos níveis de stress, mais propensas a causar "burn-out"?: "Trabalhadores na área da saúde, taxistas, controladores de tráfego aéreo, músicos, professores e artistas são os mais susceptíveis" (como toda a gente sabe: músicos não são artistas...).
Sendo assim estou feito: fiz dezenas de milhares de quilómetros numa tournée de 40 concertos (dez viagens de avião passando por cima do Atlântico, embalagem de calmante num punho e garrafinha de vinho tinto no outro), acções musicais em dezenas de hospitais, incluindo contactos com outros grupos de risco como taxistas e enfermeiras, e pelo meio um curso particular de holandês que durou cinco meses em vez de cinco semanas por causa das sucessivas faltas de comparência do aluno.
Depois de um Verão assim aguardo serenamente o burn-out cientificamente previsto...

4 comentários:

Rini disse...

(Estou a brincar, hein... ou não!?)

xistosa disse...

O meu inglês é fraco, só conhecia o termo "hibernação"!

Susana Serrano disse...

Gostei, acima de tudo, do facto dos músicos não serem artistas. Já sabia, mas assim fica confirmado!

rui disse...

Se te consola Rini, eu nos últimos 20 dias fiz 9 viagens de avião...
mas eu não preciso de calmantes.