31/12/2008

Votos de um bom ano 2009 (já que óptimo vai ser difícil)




2009, ano de crise...
2009, ano de eleições...


previsão:
muito fogo de artifício (político)

por isso, por favor:

NÃO SE...
NÃO SE...
NÃO SE...



Boas entradas!


29/12/2008

Dois "Pintos" dizem de sua Justiça...


Primeiro foi o Procurador Geral da República, Fernando Pinto Monteiro, a garantir que "em Portugal a Lei é igual para todos, independentemente da condição social, poder económico ou cargo ocupado pelos suspeitos".
A seguir o Bastonário da Ordem dos Advogados, António Marinho Pinto, contrapôs que "97% dos presos são pobres" e criticou no seu estilo polémico e explícito (eu gosto!) a "privatização da justiça e os privilégios dos bancos".
O problema é que pessoas com opiniões fortes como ele (por exemplo o economista Henrique Medina Carreira ou o filósofo José Gil) dificilmente vão chegar aos lugares onde se tomam as decisões...

O presépio do "David"


...Em frente à escola do outro lado da rua... (clicar para ampliar)

Entrevista com Ian Anderson (Jethro Tull)

A improvisão do Rui no post anterior fez-me lembrar o primeiro minuto do tema "Cross-Eyed Mary" de "Aqualung" (1971), o meu álbum preferido dos Jethro Tull (a ouvir em http://www.youtube.com/watch?v=3dYTQQ-D6hI e outras versões ao vivo).

Aqui uma entrevista divertida com Ian Anderson, o líder da banda (letras, voz e flauta).

Percuflauta


Que prazer ter uma flauta para estudar e não o fazer...





28/12/2008

27/12/2008

Wonderbra III

Wonderbra II

Wonderbra I

Inspirado por um comentário ao post "Sonhos de Natal"

26/12/2008

Iva Bittová - Sto Let (CD Bilé Inferno - 1997)

No blogue "Branco no branco" (já nas nossas harmonias aqui ao lado) encontrei este vídeo da espantosa vocalista checa Iva Bittová.

Uma artista multifacetada que trabalha em muitos projectos e com muitos músicos, por exemplo com os holandeses "Nederlands Blazers Ensemble" ( http://www.youtube.com/watch?v=oPOZ4Klmfuk ) ou os "Bang on a Can Super Stars" (http://www.youtube.com/watch?v=9UgT5nKLM04 ).

Qualquer semelhança com o trabalho de Maria João e Mário Laginha (por exemplo em "Mumadji" - 2001) deve ser mera coincidência!?

24/12/2008

23/12/2008

Prenda de Natal

22/12/2008

Equador

Depois da criação de tanta expectativa (televisão, imprensa, outdoors) decidi ver o primeiro episódio da nova série "Equador", baseada no livro best-seller de Miguel Sousa Tavares.

Nas apresentações (como no vídeo aqui acima) abundam os superlativos: "série mais cara de sempre (5,7 milhões de euros), seis meses de gravações em quatro continentes, 120 actores e cinco mil figurantes". Um elenco recheado de nomes sonantes (alguns surpreendentes no "universo TVI", ver http://palcodafama.blogspot.com/2008/07/elenco-de-equador.html ), cenários deslumbrantes, uma guarda-roupa de luxo. Mesmo assim, fiquei com a impressão que a produção não passa de (mais uma) novela TVI (o trabalho de câmara, os diálogos).

Gostei mais de séries históricas da RTP como "O processo dos Távora", "Bocage" ou recentemente "O dia do Regicídio", produções com orçamentos muito mais baixos.

No vídeo acima Miguel Sousa Tavares não deixa de ser igual a si próprio ao exprimir a esperança que a série seja um sucesso ainda maior do que o livro, "como por exemplo a série BBC de "Guerra e Paz" que consegue quase ser melhor do que o livro."... Só que a TVI não é a BBC e a única semelhança entre as obras de MST e do grande Lev Nikolaievich Tolstoi deve ser o número de páginas escritas.

Para já lembro-me do último diálogo do episódio de ontem: "Sou estéril", diz o consul inglês David Jameson (Marco d'Almeida) à sua esposa Ann (Maria João Bastos). Isso promete...

21/12/2008

In Principium Erat Solstitium

Na realidade, o Solstício de inverno deveria marcar o início do calendário solar. Foi hoje às 12:04. Altura em que os dias começam a ficar maiores do que as noites. É o exacto momento de início de ciclo. Atura em que o Sol parece parar.

Portanto,

BOM ANO!

(Ontem foi) Dia de Saturno


(Que o Deus "Grande Criador" Rui me perdoe esta antecipação do provável próximo post d'Ele, mas não resisti) .
Saturno (Cronos na Grécia Antiga, o deus que representa o tempo) é a divindade romana mais complexa.
"Ele expulsou cedo o próprio pai Urano da sua posição soberana entre os deuses, mas recebeu a profecia que ele também seria deposto do trono por um dos seus filhos. Sendo assim, ele devora todos os seus filhos (Vesta, Ceres, Juno, Plutão e Neptuno), assim que nascem. Inconformada, a sua esposa Réia arma um plano para salvar o recém-nascido Júpiter. Ela apresenta ao seu marido voraz uma pedra em panos, que Saturno engole sem se dar conta do "engano". Ao ingerir a pedra ele vomita os filhos anteriormente devorados, os quais ajudam Júpiter, ao longo de dez anos de luta ferrenha, a derrotar Saturno."
Um conto de Natal diferente... (texto em http://www.infoescola.com/mitologia/saturno-deus-romano/ ).
Curiosamente só o inglês (Saturday) e o holandês (zaterdag) guardaram a designação de "Dies Saturni" - dia de Saturno. "Mais de 105 línguas denominam o sábado pela raiz hebraica "Shabbath" (descansar)."
Aqui acima os quadros "Saturno a devorar os seus filhos", à esquerda Goya (1821-1823), à direita Rubens (1639).

20/12/2008

Para um Natal diferente: Holyfield vs. Valuev


Hoje à noite em Zurique o americano Evander Holyfield, "The Real Deal" (46 anos, altura 1 metro 90, peso 95 quilos) vai tentar tornar-se o mais velho campeão de pesos-pesados de sempre ao defrontar o russo e campeão em título Nikolai Valuev, "The Beast from the East" (35 anos, altura 2 metros 13, peso 145 quilos).
Os comentadores consideram o russo claramente favorito.
Também me parece...

19/12/2008

Dia de Deusas


À sexta-feira as conusões familiares continuam:
Dia de Vénus, que é filha de Júpiter (quinta-feira) e amante de Marte (terça-feira). Mas o sexto dia é também  dia de Frigga, mulher de Odin (quarta-feira) e mãe de Thor (quinta-feira). Ou seja, a Sexta-feira pode ser filha e mãe de Quinta-feira e ainda mulher de Quarta-feira e amante de Terça-feira. 
É realmente o dia mais confuso na relação com os outros...

18/12/2008

A Quinta dimensão


Bom, chegando a Quinta-feira, chega também alguma confusão. Dia de Júpiter, que é filho de Saturno. Ou seja, a Quinta-feira é filho de Sábado. O problema maior é que também é filho de Quarta-feira, pois Thor é filho de Odin. Agrava-se a questão quando o quinto dia passa a poder ser também o quarto. O único factor simples nesta história (se não houver trovoada) é quando a quinta-feira é o dia da Árvore.

Cá para mim foi neste dia que começou a confusão. Uma espécie de reacção antecipada ao dia seguinte.

17/12/2008

A feira de Mercúrio ou Odin


Dia dos viajantes, dos mensageiros, dos sábios. E lá para oriente, a água.

Post enigma




16/12/2008

Olivier Messiaen (1908 - 1992) e os passarinhos

O blogue recém-nascido http://semibreves.blogspot.com/ (post 10 de Dezembro) lembrou-nos que o compositor francês Olivier Messiaen nasceu há 100 anos.

Conheci a obra deste compositor em finais dos anos '60 (há quase 40 anos, suspiro!) na minha escola de música em Bergen op Zoom (Holanda) através do professor Daan Manneke(http://de.wikipedia.org/wiki/Daan_Manneke ), organista e tocador de carrilhão. Ele era um excelente intérprete das obras de Messiaen e em consequência disso teve mais tarde o privilégio de fazer estudos privados com o próprio compositor.

Um aspecto encantador de Messiaen era o seu grande fascínio pelos sons dos pássaros, ele considerava-se tanto ornitólogo como compositor. Viajava pelo mundo para anotar e transcrever em música o canto dos pássaros que tinha um aspecto religioso para ele.

No vídeo acima: "Oiseaux exotiques", dirigido por Pierre Boulez, aluno de Messiaen.

Um blogue ao meu gosto


Vi este cartaz perto da estação de Sete Rios. É o post do dia 3 de Outubro do blogue anarco-sindicalista http://ait-sp.blogspot.com/ (clicar par ampliar).
Com as notícias dos últimos tempos o cartaz poderia ser actualizado quase diariamente!
Chamar os bois pelos nomes é preciso.

O dia de Marte ou Tyr, deuses da guerra


Também pode ser o segundo ou o terceiro ou ainda o dia do fogo.

15/12/2008

Dia da Lua


Em português, apenas o segundo...

Para mim é o primeiro.


14/12/2008

Mais vale tarde...





O herói na foto chama-se Muntadar-al-Zeidi, correspondente da TV Al-Baghdadiya.

"Aqui tens um beijo de despedida, espécie de cão!" foram as palavras proferidas pelo atirador dos sapatos.

Vídeo de vários ângulos e em "slow motion" no site http://news.bbc.co.uk/2/hi/middle_east/7782422.stm

Domingo - Zondag


Dia do Senhor ou Dia do Sol?
Seja como for, cheira-me sempre a vazio.

13/12/2008

Aquele Abraço.....de 200.000 euros!


Com as devidas desculpas a Gilberto Gil.... autor da canção "Aquele Abraço" (http://www.youtube.com/watch?v=TjFPfvSKq0A ) num contexto bem mais nobre.
Então como é que é!?
"Manoel de Oliveira recusa receber as Chaves da Cidade do Porto. O realizador encara a atribuição da condecoração, decidida na semana passada pela Câmara do Porto, com um "aproveitamento da ocasião" e diz que não procura benesses" (Jornal de Notícias, 8 de Dezembro 2008).
"O realizador Manoel de Oliveira, que hoje festeja 100 anos, convidou o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, para almoçar no local onde decorre a rodagem do seu novo filme "Singularidades de uma rapariga loura". A autarquia de Lisboa apoiou financeiramente o filme com 200.000 euros" (Diário Digital, 11 de Dezembro 2008).
Foto ao lado no diário "Metro" (com publicidade a condizer), tirada por um paparazzo mais bem sucedido do que eu (ver post Anacruses, dia 11 de Dezembro 2008).

12/12/2008

Rosa - Pixinguinha/Otávio de Sousa

Saiu um bocado mal e tinha pensado não publicar mas a Susana Serrano fez um elogio ao video e decidi fazer um post Anacrusico. 

Acompanhado com o tiple que trouxe da Colombia. 
"un tiplista passa la mitad de la vida afinando el instrumento y la otra mitad tocando con el desafinado"

Adoro esta música. Para mim, a mais bela do Pixinguinha.




Tu és, divina e graciosa estátua majestosa
do amor, por Deus esculturada
e formada com o ardor,
da alma da mais linda flor, de mais ativo olor
e que na vida é a preferida pelo beija-flor.

Se Deus lhe fora tão clemente aqui neste ambiente de luz
formada numa tela deslumbrante e bela,
teu coração, junto ao meu lanceado
pregado e crucificado sobre a rosa cruz do arfante peito teu

Tu és a forma ideal, estátua magistral
oh alma perenal, do meu primeiro amor, sublime amor.

Tu és de Deus a soberana flor
Tu és de Deus a criação em todo o coração
sepultas o amor
o riso, a fé, a dor em sândalos olentes cheios de sabor
em vozes tão dolentes como um sonho em flor

És láctea estrela, és mãe da realeza
és tudo enfim que tem de belo,
em todo o resplendor da santa natureza

Perdão se ouso confessar-te, eu hei de sempre amar-te
Oh flor! Meu peito não resiste,
Oh, meu Deus o quanto é triste,
a incerteza de um amor que mais me faz penar
de esperar em conduzir-te um dia aos pés do altar

Jurar, aos pés do onipotente
em versos comoventes de luz,
e receber a unção da tua gratidão,
depois de remir, teus desejos
em nuvens de beijos hei de te envolver
até o meu padecer, de todo fenecer

11/12/2008

O centenário de Manoel de Oliveira e a prenda da C.M. de Lisboa

Transcrevo a notícia (http://diariodigital.sapo.pt/ ):
"O realizador Manoel de Oliveira, que hoje festeja 100 anos, convidou o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, para almoçar no local onde decorre a rodagem do seu novo filme "Singularidades de uma rapariga loura". A autarquia de Lisboa apoiou financeiramente o filme baseado no conto homónimo de Eça de Queirós com 200.000 euros. No almoço, além do autarca, estarão o embaixador de França em Portugal e a direcção do Instituto de Cinema e do Audiovisual, num total de 70 convidados, incluindo a equipa técnica."
Numa curta reportagem no Jornal da Tarde da RTP reconheci imediatamente o sítio das filmagens: Jardim do Palácio Beau Séjour, Quinta Nova da Conceição (http://www.quintanovaconceicao.com/ ), a poucas centenas de metros da minha casa...
Com a curiosidade dum autêntico paparazzo decidi ir espreitar, vestido a rigor: casaco e gorro de lã, tipo arrumador (estava frio). O porteiro do jardim deixou-me entrar, ele conhece-me, vou passear regularmente neste espaço verde. Contornei o edifício e sim senhor, através de duas grandes janelas vi mesas com velas acesas e vultos sentados (irreconhecíveis). Ainda ponderei entrar no restaurante, mas o meu visual não estava a condizer com o ambiente. Como alternativa decidi fazer umas passeatas tipo vai e vem à frente das janelas, com um sorriso em direcção às mesas, pois não quero mal a ninguém. Foi esse o meu contributo à festa....
Brincadeiras aparte, agora o porquê deste post. Das obras do cineasta Manoel de Oliveira que vi na cinemateca adorei "Douro, faina fluvial" (1931) e "Aniki-bobó" (1942, vídeo aqui acima), disseram-me que tenho que ver também "A caça" (1963). No cinema comercial vi até agora (só) "Non, ou a vã glória de mandar" (1990) e não gostei nada, de facto não fui ver mais nenhum dos filmes de Manoel de Oliveira, estreados após 1990 e são muitos, uns vinte! O homem faz um filme todos os anos, com certeza estará nisso o segredo da sua longevidade....
Agora: um apoio de 200.000 euros da Câmara de Lisboa (na situação financeira em que está) para mais um filme dele acho uma vergonha....(nomeadamente depois de "Cristóvão Colombo - O Enigma", considerado por muitos um dos piores filmes europeus dos últimos tempos).

09/12/2008

Dois Anos de ANACRUSES


Para comemorar o segundo aniversário do Anacruses, deixo aqui a partitura e letra do "Hino à Alegria". Não com o poema original de Schiller mas com a versão da nona do Beethoven. Bem tocado e cantado, este tema é sempre arrepiante e faz-nos olhar para o mundo de forma mais fraterna.

Parabéns Anacruses.




Baixo
O Freunde, nicht diese Töne!
Sondern laßt uns angenehmere
anstimmen und freudenvollere.
Freude! Freude!
BaixoQuarteto e coro
Freude, schöner Götterfunken
Tochter aus Elysium,
Wir betreten feuertrunken,
Himmlische, dein Heiligtum!
Deine Zauber binden wieder
Was die Mode streng geteilt;
Alle Menschen werden Brüder,
Wo dein sanfter Flügel weilt.
Wem der große Wurf gelungen,
Eines Freundes Freund zu sein;
Wer ein holdes Weib errungen,
Mische seinen Jubel ein!
Ja, wer auch nur eine Seele
Sein nennt auf dem Erdenrund!
Und wer's nie gekonnt, der stehle
Weinend sich aus diesem Bund!
Freude trinken alle Wesen
An den Brüsten der Natur;
Alle Guten, alle Bösen
Folgen ihrer Rosenspur.
Küsse gab sie uns und Reben,
Einen Freund, geprüft im Tod;
Wollust ward dem Wurm gegeben,
Und der Cherub steht vor Gott.
Tenor e coro
Froh, wie seine Sonnen fliegen
Durch des Himmels prächt'gen Plan,
Laufet, Brüder, eure Bahn,
Freudig, wie ein Held zum Siegen.
Coro
Seid umschlungen, Millionen!
Diesen Kuß der ganzen Welt!
Brüder, über'm Sternenzelt
Muß ein lieber Vater wohnen.
Ihr stürzt nieder, Millionen?
Ahnest du den Schöpfer, Welt?
Such' ihn über'm Sternenzelt!
Über Sternen muß er wohnen.

versão em português aqui

08/12/2008

Cockney Rebel & Pinkpop Festival


Esta banda de glamour-rock inglesa teve grande êxito na Holanda e Bélgica no início dos anos '70, o single "Sebastian" do álbum de estreia "The Human Menagerie" (1973, capa na foto) permaneceu nos tops durante meses, um fenómeno muito raro na altura para um tema com duração de 7 minutos em versão orquestral, (http://www.youtube.com/watch?v=eI-hVuQRFOo), uma valsa lenta (invulgar na música pop) com teclas e violino, uma voz muito particular.
O segundo álbum "The Psychomodo" (1974) teve menos impacto, mas o tema "Ritz" é para mim um dos melhores da banda (http://www.youtube.com/watch?v=BOvE9Cecz8c), aqui é especial a combinação de guitarra de doze cordas, violino e voz.
Só em 1975 (com outros músicos na banda) Steve Harley teve êxito na Inglaterra com o álbum "The Best Years of Our Lives" (tema "Make me smile", post 5 de Dezembro).
Em 1974 Cockney Rebel actuou no Pinkpop Festival, o festival anual mais antigo do mundo, desde 1970 é celebrado sem interrupção todos os anos no Sul da Holanda (em 2009 a 40ª edição!), um pequeno vídeo de "Sebastian" em http://www.youtube.com/watch?v=_OIFk2dQcno .
Mais de 500 bandas já tocaram nesse festival para perto de 2 milhões de visitantes.
O nome Pinkpop: o festival acontece no fim de semana de Pentecostes ("Pinksteren" em holandês), o logo é uma boneca ("pop" em holandês) num vestido cor-de-rosa ("pink").
Em 1981 vi lá numa tarde Ian Dury and The Blockheads e as bandas "promessas" UB 40 e U2....
Uma lista das bandas que já actuaram no Pinkpop em http://en.wikipedia.org/wiki/Pinkpop_Festival

05/12/2008

Spot "Agora Eu Era"

"Agora Eu Era" - Em cena aos fins de semana às 16h, apenas até 21 de Dezembro no Chapitô


Filme gravado e montado por Filipe Saraiva.


Prolongamento da temporada do espectáculo "Agora Eu Era" da Companhia do Chapitô





Agora Eu Era - pela Companhia do Chapitô


Devido à grande adesão do público, decidimos prolongar a temporada do espectáculo "Agora Eu Era" até 21 de Dezembro, no Chapitô.
Em Janeiro começará a digressão nacional e estamos a preparar a itinerância internacional, facilitada pelo facto do espectáculo não ter texto e assim não sofrer com as barreiras da língua. 


Agora, eu era qualquer coisa que eu quisesse ser, e ia onde quisesse estar, e faria tudo aquilo que quero fazer. Agora tudo é possível. E as coisas são o que fazemos delas, e nós somos tudo, e também podemos ser nada... 



Quando somos crianças temos a capacidade de construir o mundo que queremos. A dada altura perdemos essa capacidade. E não poderemos resgatá-la? Na minha opinião é na imaginação e na criatividade que reside a capacidade de sonhar e construir o mundo que queremos. Cabe-nos a nós decidir e invetar que vida queremos viver, da mesma forma como em crianças decidiamos, inventávamos e viviamos as brincadeiras.


CRIAÇÃO COLECTIVA 

Encenação: Rui Rebelo

Com: Leonor Cabral, Patrícia Adão Marques e João Madeira




+ info 218855550  e  http://companhia.chapito.org 

Steve Harley & Cockney Rebel - "Make me smile" (1975)

Outra banda de "rock desperado", aparentemente menos conhecida em Portugal do que os "Roxy Music". Eu era e sou um fã incondicional de Steve Harley.

"Make me smile" foi um dos hits da música anglo-saxónica da época '70, letra em http://www.lyricstime.com/steve-harley-make-me-smile-lyrics.html .

Nº 77777 na véspera de "Sinterklaas"


O dia mais feliz para as crianças holandesas: na noite de 5 de Dezembro Sinterklaas (São Nicolau) e Zwartepiet (Pedro Negro) distribuem prendas há muito aguardadas.
As crianças nos outros países ainda têm de esperar até Natal...
A prenda para "Anacruses" é o visitante nº 77777 (número felicíssimo) neste 5 de Dezembro às 1.25 h, poucos dias antes do segundo aniversário do blogue.

04/12/2008

IMACULADOS de Dea Loher, no Teatro Aberto

Fadoul e Elísio, dois emigrantes clandestinos, culpam-se de nada terem feito para impedir uma mulher de se afogar.
Rosa gostaria de receber mais atenção de Francisco, o marido. A mãe de Rosa está doente e instala-se em casa da filha.
Absoluta, uma jovem cega, dança num bar junto ao porto para homens que ela não vê e que a desejam.
Uma mulher só dispõe-se a tudo para existir aos olhos dos outros.
Ella, uma filósofa que não aceita o envelhecimento, deixou de acreditar nas ciências do espírito e fala sozinha.
Em Imaculados, peça escrita e estreada em 2003, a autora alemã Dea Loher cruza destinos que as contingências da vida separou, criando uma dança de roda marcada pelo humor do desespero e a energia de viver.

Considerada uma das vozes mais inventivas e poéticas da nova dramaturgia europeia, como comprovam os muitos prémios que têm distinguido a sua obra, Dea Loher escolhe para as suas peças histórias e figuras do quotidiano e confere-lhes uma dimensão filosófica e universal ao apresentá-las na procura de respostas para grandes questões como o sentido da vida, as possibilidades de transformação da sociedade, a realização dos sonhos individuais.
Em Imaculados, cruza histórias e personagens para tematizar a relação com o outro, com o estrangeiro, a responsabilidade e a culpa, a solidão, o amor, o confronto com a morte, a pertinência das utopias, a busca de felicidade, e demonstrar que, num mundo aparentemente regido pelo acaso, os seres humanos, afinal, acabam por estar todos misteriosamente ligados.
Unschuld, na versão portuguesa "Imaculados". Trata-se de uma peça que entrelaça com poesia e humor diversas histórias do nosso quotidiano, histórias que podem parecer insólitas mas que revelam a nossa procura desajeitada de sermos melhores num mundo em que a morte deixou de ter valor ou, por vezes, parece ser a única saída.




IMACULADOS

de Dea Loher
Versão: João Lourenço e Vera Sampayo de Lemos
Dramaturgia: Vera Sampayo de Lemos
Encenação: João Lourenço
Música: Rui Rebelo
Cenário: António Casimiro e João Lourenço
Figurinos: Maria Gonzaga
Coreografia: Carlos Prado
Acordeonista: Rini Luyks

Com: Amílcar Azenha, Ana Brandão, Ana Nave, Ana Rita Trindade, Carlos Pisco, Carmen Santos, Cátia Ribeiro, Francisco Pestana, Inês Rosado, Irene Cruz, Luís Barros, Pedro Ramos, Quimbé e Rini Luyks.

No Teatro Aberto de Quarta a Sábado às 21:30 e Domingos às 16h

03/12/2008

Roxy Music - "In every dream home a heartache" (1973)



Breaking news
: "A revista masculina australiana "Ralph" alertou as autoridades do pais por causa do desaparecimento de 130.000 pares de seios insufláveis, cada um no valor de 0,78 euro (1 dólar). Tudo terá acontecido quando eram transportados da China para a Austrália. A viagem começou há duas semanas, mas o contentor, quando chegou ao porto de Sydney, estava vazio! A revista pretendia oferecer um par de seios insufláveis com cada exemplar da sua edição de Dezembro." (Noticia em http://www.7fm.eu/?p=6409 ).
Como consolação para os milhares de australianos solitários que ficaram assim com um Natal estragado aqui acima um vídeo de "In every dream home a heartache" de Roxy Music (álbum "For your pleasure" de 1973) , uma declaração de amor de Bryan Ferry a uma boneca insuflável.
Letra em: http://www.roxyrama.com/classic/lyrics/roxy_music/in_every_dream_home_a_heartache.shtml
Mais tarde no mesmo ano 1973 Ferry ia repetir a dose em "Mother of Pearl", considerado um dos melhores temas da banda (ver post "Anacruses" de 26 de Julho 2008).