13/12/2008

Aquele Abraço.....de 200.000 euros!


Com as devidas desculpas a Gilberto Gil.... autor da canção "Aquele Abraço" (http://www.youtube.com/watch?v=TjFPfvSKq0A ) num contexto bem mais nobre.
Então como é que é!?
"Manoel de Oliveira recusa receber as Chaves da Cidade do Porto. O realizador encara a atribuição da condecoração, decidida na semana passada pela Câmara do Porto, com um "aproveitamento da ocasião" e diz que não procura benesses" (Jornal de Notícias, 8 de Dezembro 2008).
"O realizador Manoel de Oliveira, que hoje festeja 100 anos, convidou o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, para almoçar no local onde decorre a rodagem do seu novo filme "Singularidades de uma rapariga loura". A autarquia de Lisboa apoiou financeiramente o filme com 200.000 euros" (Diário Digital, 11 de Dezembro 2008).
Foto ao lado no diário "Metro" (com publicidade a condizer), tirada por um paparazzo mais bem sucedido do que eu (ver post Anacruses, dia 11 de Dezembro 2008).

6 comentários:

mdsol disse...

Não sei muito sobre o assunto mas ainda assim atrevo-me a perguntar se sabe que se passa com a casa do cinema Manoel de Oliveira... É natural qu eo realizador queira marcar uma posição. (Não sei se é disso quese trata...)
:)))

Rini Luyks disse...

Cara mdsol,

Não será que já estamos em plena pré-campanha eleitoral!?

pedroludgero disse...

A dissonância é essencial (especialmente quando o uníssono do coro se torna estridente). Só por isso admiro a sua posição.

Permita-me só dizer que o homem Manoel de Oliveira me interessa pouco (é evidente que não é um "santo", as suas opiniões só são boas quando desconcertam, etc.). A sua longevidade é impressionante, mas isso é um caso de "humanidade", não propriamente de "cinema".

Ao contrário de si, eu sou admirador da obra, do cinema, de Manoel de Oliveira. De resto, há muitos criadores cujo trabalho abomino, mas só tomo posição pública sobre eles quando MUITO BEM informado.

Rini Luyks disse...

Caro pedroludgero,

Estou de acordo com os primeiros dois parágrafos do seu comentário, mas o último não entendo...
Sou admirador de PARTE da obra de Manoel de Oliveira, mas infelizmente é a parte de mais difícil acesso (ver post Anacruses de 11 de Dezembro).
Os meus dois posts sobre o assunto pretendem sobretudo denunciar as tentativas de aproveitamento político do 100º aniversário de Manoel de Oliveira e lamento dizer: na minha opinião o próprio aniversariante não aparece muito bem na fotografia, isto não tem nada a ver com o gostar ou não gostar do cinema dele.
Em relação a animais políticos sempre sorridentes como Rui Rio ou António Costa nunca tive ilusões.

pedro fiuza disse...

quando um criador dá a cara pela política tem de haver sempre benefício mútuo.

Rini Luyks disse...

Olá Pedro,

É verdade, mas custa um bocado presenciar essa prostituição mútua (visto do lado dos criadores, claro, quanto à política hoje em dia já não tenho ilusões, é prostituição "ipso facto").
Como também acho particularmente nojenta a tendência crescente de ligações entre artistas/criadores e instituições bancárias. A enumeração dava uma lista longa e triste.
A tentação do vil metal...