10/03/2009

Excomunhão


24 de Janeiro 2009:

O Papa Bento XVI decreta a suspensão da excomunhão de quatro bispos da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, entre eles o inglês Richard Williamson que negou a existência do Holocausto na Europa durante a Segunda Guerra Mundial.

7 de Março 2009:

Cardeal Giovanni Battista Re, um alto clérigo do Vaticano, defende a excomunhão da mãe e dos médicos que ajudaram uma menina de 9 anos a abortar: "É um caso doloroso, mas o verdadeiro problema é que os gémeos concebidos eram pessoas inocentes e tinham direito de viver". A excomunhão foi ordenada pelo arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho.

A menina, em risco de vida, estava grávida de gémeos após ter sido abusada pelo padrasto, já desde os 6 anos de idade. E o padrasto, também é excomungado? O arcebispo: "Não, absolutamente não! Quem cometer estupro está cometendo um pecado gravíssimo, aqueles que cometem assaltos também(!), estão cometendo pecados gravíssimos e a Igreja também os condena. Mas para estes pecados a Igreja não prevê a excomunhão. Cometer aborto é um crime mais grave ainda, porque é tirar a vida de alguém inocente, indefeso".

E de repente o quadro aqui acima ("Santo Domingo, presidiendo un auto de fe" - Pedro Berruguete, 1495) parece-me surpreendentemente actual....