28/08/2007

Maré de Agosto - Ilha de Santa Maria




















Quarta viagem (desde Junho) aos Açores para participar com a Kumpania Algazarra no Festival "Maré de Agosto" (Praia Formosa - Ilha de Santa Maria). Um evento cultural único nesta ilha mais pequena do arquipélago, 4 dias de música, exposições, workshop de percussão, passeio pedestre e animação de rua.

A Kumpania tocou na última noite no Palco Castelo, montado nas ruinas do Forte São João Batista. O nosso concerto começou às três e acabou às cinco de manhã, nada especial neste Festival (na noite anterior a banda de Yuri Daniel começou a tocar depois das três e meia, pois no outro palco o velho rockeiro Rui Veloso estava muito inspirado....). Noite de luar, o bater das ondas do mar e um público generoso a celebrar a música connosco.
Antes ainda vi bons concertos do virtuoso percussionista venezolano Luisito Quintero e a sua banda e do New York Ska-Jazz Ensemble.
Alguns faits divers:
- A viagem de meia hora entre as ilhas São Miguel e Santa Maria é feita num avião bimotor. Os propulsores com seis pás fazem um barulho infernal e sobretudo irregular, bastante assustador para passageiros habituados às sonoridades suaves do Airbus Lisboa - Ponta Delgada.
O bimotor também é estreito e o destino colocou-me num lugar ao lado de uma senhora muito "forte", um pequeno problema na altura de ligar o cinto de segurança: inevitável o contacto com uma espessa camada de celulite.
Durante a viagem ela estava, aparentemente descontraida, a folhear uma revista, mas logo depois da aterragem largou das profundezas do corpo um suspiro:"Glória a Jesus!"
- Vantagens da concorrência: na berma da estrada para o Festival uma fila de carrinhos de hot dogs a preços baixos. Escolhi uma vendedora que tinha uma cara honesta. "É com tudo?", perguntou ela, olhar tipo: "Tens a certeza que vais comer esta porcaria?" Era mesmo honesta, mas eu precisava de uma desculpa para depois tirar da boca o horrível sabor do hot dog com mais umas imperiais. Coisas de festivais....
- "Para o teu blogue", disse a nossa produtora Marta. Durante o nosso concerto no meio de muito público ela "perdeu" os óculos. Pediu ajuda, montes de gente à procura dos óculos.... mas afinal ela tinha os bem assentes no nariz.
Provérbio holandês: "O camponês anda à procura do seu burro, sentado nele".
Também podemos pensar numa versão "ao contrário" do ditado: "O rei vai nu".
Engraçado, hein!?
Próxima digressão da Kumpania Algazarra: sexta feira dia 31 Fundão - Festival ViveDonas, sábado dia 1 Paredes - Festival Encontrartes, domingo dia 2 Póvoa de Varzim - Festival Músicas do Mar, sábado dia 8 Amora, Seixal - Festa do Avante, Pavilhão Mulheres, 18 h.

4 comentários:

Rui Rebelo disse...

Caro Rini,

Folgo em saber que a tua itinerância tem tido sucesso.

Os Açores são as pérolas mais preciosas do Oceano Atlântico, sítio onde a Natureza impera e abençoado de beleza e magia.

É um espaço de renocvação por excelência.

A ver se vos consigo ir ver nas próximas datas.

Dei o teu contacto para um espectáculo. Depois falamos


um grande abraço,

Rui

P.S. - dei um toque na formatação do teu post. liberdade essa tomada apenas porque referiste não conseguir fazer o mesmo com o primeiro de Tavira.

Susana Serrano disse...

Olá Rini! Vamos lá a ver se vos consigo finalmente ver, já que no domingo estão aqui ao lado, na Póvoa de Varzim.
Um abraço musical.
Susana

Rini disse...

Olá Rui,

Fizeste muito bem (toque na formatação), continuo a não perceber muito disso...

Olá Susana,

Fui ver o teu blogue e que surpresa! Um Youtube com a Sonata em Si menor de Domenico Scarlatti (post 16 de Julho). Veja o meu próximo post...
Até domingo, um abraço

Susana Serrano disse...

Lá estarei!