04/05/2009

Dmitri Hvorostovsky - "Na sopkah Manchzhurii"

"Nas colinas de Manchúria", uma famosa valsa russa, aqui interpretada por Dmitri Hvorostovsky, http://www.hvorostovsky.com/ .

Ouvi esta valsa pela primeira vez no filme "Urga" de Nikita Mikhalkov (fragmento em http://www.youtube.com/watch?v=OHVP4WPrHDM ) e desde então faz parte do meu repertório instrumental no acordeão. Mas cantada pela voz deste grande barítono é outra coisa, basta ver as caras no público!

Letra em cirílico em: http://ru.wikipedia.org/wiki/%D0%9D%D0%B0_%D1%81%D0%BE%D0%BF%D0%BA%D0%B0%D1%85_%D0%9C%D0%B0%D0%BD%D1%8C%D1%87%D0%B6%D1%83%D1%80%D0%B8%D0%B8

3 comentários:

Anónimo disse...

Olá Rini,
eu conheço a valsa e não só, também conheço ao próprio Hvorostovsky, porque os dois...mijamos juntos! Sim, Rini, se de palhaçada se trata, essa foi uma das minhas preferidas:)

Naltura eu tinha 20 anos, e alternava o meu trabalho de massagista com o de "teclista" num restaurante russo, aberto por um desses "novos russos" que entre outras tantas coisas, também cantava (um restaurante russo é impensável sem música ao vivo). Sendo naqueles tempos o único restaurante russo de Buenos Aires, lá foram personagens mais variadas. E pronto, um dia o grande Dmitriy, também veio... Para todo russo a andar pelo mundo fora, a questão da comida autóctone é muito importante e, literalmente visceral. O Hvorostovsky, pois, não foi a excepção. Lembro-me nítidamente daquele episódio, porque apesar de que eu e o dono-cantor estivermos a fazer o nosso repertório bastante longe de onde estava a jantar o célebre baritono, o seu agudo ouvido não suportou aquela tortura e foi lá ele então, o inigualável Dmitry Hvorostovsky em pessoa a nos pedir que parássemos, entanto ele terminava de comer.
O dono ficou magoado, dizendo algo assim: " este gajo não percebe nada de música". E eu, todo ruborizado, só me calava.
A cena do mijo, foi a culminação do espetáculo, já que, como no caso da comida, as necessidades básicas também fazem igualar aos simples massagistas com os mais talentosos baritonos da actualidade. Foi então na casa-de-banho daquele restaurante onde o destino nos cruzou, e onde resolvi pedir-lhe desculpas ao grande mestre Hvorostovsky, as que foram generosamente aceites.

Grande abraço, Rini e parabéns mais uma vez.
Alberto

Rini Luyks disse...

Lindo espectáculo, Alberto!
:))

Anónimo disse...

Já agora, http://www.youtube.com/watch?v=XdqAuyIbyBk