22/10/2008

Na sequência dos dois posts anteriores... será que a velocidade ajuda?

Pois há certas coisas que prefiro mais lentas
Mesmo que tocadas pelos melhores









6 comentários:

Rini, agora "just blue" disse...

Parece-me que na corrida dos virtuosos veteranos Rostropovich bateu Casals por segundos, mas gosto mais da dinâmica dos dois últimos, nomeadamente Maisky.
E também gostei da versão em guitarra de Segovia (link post anterior).

Filipe disse...

Sobrinho says:

Casals - Espressivo intensivo
Rostropovitz - Meccanico deanimato
Maisky - Lento canastroni gigoloni
Ma - Neutrini numaquecenemarrefecini

O Casals ganha aos pontos. Muito rápido é certo mas o equilíbrio das flutuações de tempo e intensidade não se compara aos outros, é uma interpretação de se lhe tirar o chapéu.

rui rebelo disse...

Caro Filipe (sobrinho),

O casals é realmente é genial mas porquê a versão F1?
eu gosto mais desta suite num andamento bem mais lento e com suspensões qb para podermos respirar e para o interprete poder acrescentar sentimento a um monte de colcheias.

abraço e vai aparecendo por cá.

doremi disse...

Eu também prefiro a suite mais lenta mas os dois primeiros são bem melhores que os segundos.

Susana Serrano disse...

Excelentes posts Rui e Rini!
Mas eu prefiro, nas suites, o Paul Tortelier e o Pierre Fournier.
Por vossa causa pus um vídeo muito interessante no meu blog.
Susana

Rui Rebelo disse...

Genial Susana,

não conhecia este vídeo nem nenhuma gravação desta suite pelo Tortelier.

OBRIGADO.

também prefiro esta a todas as outras, apesar de achar que um andamento um pouco mais lento só favorce a expressividade que a obra pede.

deixo e o link do vídeo que colocaste no teu blog.
http://www.youtube.com/watch?v=co-9OHZOGQs