01/09/2008

Ao que isto chegou...(pequeno pesadelo matinal)

Contexto:
Na sexta feira passada recebi a minha "Demonstração de Liquidação IRS 2007", umas centenas de contitos a pagar até ao dia 01-10-2008, mas não há-de ser nada...

Situação no sonho:
Hoje é o último dia para pagar os impostos, senão vou ser expulso do país. Entro no autocarro nº 40 (número que não sei explicar) com o papel da liquidação na mão, aflitíssimo, pois as Finanças vão fechar daqui a pouco. Passo o Cartão Lisboa Viva pelo ponto de controlo, mas em vez de mostrar uma luzinha verde ou vermelha a máquina emite um som de estertor rouco.
Dois homens fardados vêm ter comigo.
"Mas o meu cartão está válido!"
"Sim, sim, o cartão está bom, mas o senhor está alcoolizado, faça o favor de nos acompanhar à esquadra."

E acordei para mais um dia de Verão esplendoroso...

11 comentários:

trisobrinhaneta de S. Freud disse...

Desculpe perguntar , mas só hoje é que teve este sonho ou é recorrente?
Se precisar de apoio psicológico por favor não hesite em contactar para 0 666-666-666.
E felizmente, ainda é verão!

pedro fiuza disse...

os gajos não perdoam... são velhacos... mas se te fores embora Portugal perderá mais uma das suas mais-valias!!! e isso não vai acontecer!!!

Rini Luyks disse...

Obrigado Pedro, fazes-me assoar o nariz de emoção...

Rini Luyks disse...

Ó trisobrinhaneta, esse é o número do Diabo, o meu grande amigo benfiquista.

pedro fiuza disse...

toda a gente sabe que o diabo é do Sporting!!!

Rini Luyks disse...

Pedro, foi o próprio Diabo Vermelho o nosso visitante nº 66666 no dia da Tomatina, não tenho dúvida que foi Ele que orquestrou essa coincidência. Diabo Vermelho, tomates vermelhos, benfiquista. Imagina um Diabo Verde e uma Tomatina com tomates verdes, seria um massacre!

Rini Luyks disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Na Argentina os diabos vermelhos são duma equipa de nome bem coerente "Independiente"

mas eu sou de Boca Juniors, a torcida deste imenso clube é tremendamente poética, a cantar(saltando todos ao ritmo de 4x4
, as vezes em ANACRUSE, também!!):

Boca no tiene marido
Boca no tiene mujer
Pero tiene un hijo bobo
Que se llama River Pleiii !!!

AE (bostero de adopción)

Anónimo disse...

O futuro está dependente de uma multiplicidade de variáveis, na sua maior parte imprevisíveis...
Por essa razão, hoje pensa-se que os sonhos não são mais do que a projecção (antevisão), por parte do cérebro, de alguns dos futuros cenários possíveis, com a finalidade de nos predispor e, de certa forma, para aceitar e reagir melhor a acontecimentos futuros...e para nos lembrar que todas as hipóteses estão sempre em aberto.
Por ex., o sonho em causa pode ser o ensaio de uma solução para o problema:
- A detenção policial fornece um alibi legal (motivo de força maior)para poder pagar o valor em dívida fora do prazo (além do mais, julgo que a fraude fiscal não implica extradição, pelo que estará garantida a permanência no país!). Por outro lado, como não existe fundamento para deter um cidadão alcoolizado num transporte público, isso permite requerer uma indeminização ao estado por danos morais!...
Dervich

Rini, cada vez mais desobediente e menos civil disse...

Caro Dervich,

Obrigado pelo teu esforço "Interpretação dos sonhos" (também título dum quadro de Magritte!).
Mas acho que neste caso a situação é bastante simples e clara, mais "retrovisão" do que "antevisão".
Desde Outubro 2005 travo uma batalha com a Segurança Social por causa do meu estatuto de profissional liberal com actividade intermitente (ver o tríptico-post "Dom Quixote intermitente", Anacruses 5 de Junho 2007). Recentemente (post 14 de Julho 2008) vi-me obrigado a abandonar esse estatuto quixotesco: para conseguir a renovação do meu cartão de residente eu tinha de ter todas as contribuições ao Estado em dia e mais nada (cruzamentos de dados...) e cumprir mais umas exigências (provar conhecimentos básicos do português, autorizar verificação do Registo Criminal, etc.). Agora a liquidação IRS como "cereja no bolo", e pronto, está explicado o sonho.
O melhor será assobiar a musiquinha de Bobby McFerrin: "Don't worry, be happy!"

rui mota disse...

Resta saber se o Mcferrin tem os impostos em dia...